no ,

Fotos que abalaram o mundo: Burst of Joy.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Burst of Joy ganhou o prêmio Pulitzer de fotografia pela Associated Press, tirada por “Sal” Veder a foto foi registrada em 17 de março de 1973 na base aérea de Travis na Califórnia. A fotografia passou a simbolizar o fim do envolvimento dos Estados Unidos na Guerra do Vietnã e simbolizava a esperança de que com a volta dos militares suas famílias pudesses cicatrizar os horrores da guerra, na imagem pode-se ver o militar Robert L. Stirm indo em direção a sua família, depois de ter passado mais de cinco anos preso em cativeiro como prisioneiro de guerra no Vietnã do Norte, o militar foi abatido sobre Hanói em outubro de 1967 e ficou preso até março de 1973, no centro da imagem podemos ver Lorrie a filha de Robert Stirm de apenas 15 anos recebendo o pai de braços abertos, o restante da família esta atrás da menina, apesar da aparencia o reencontra na verdade foi bem infeliz para Stirm, três dias antes de sua chegada nos Estados Unidos e no mesmo dia em que foi libertado da prisão ele recebeu uma carta de sua esposa Loretta que informava que o casamento estava terminado, eles se divorciaram e Loretta casou-se de novo, todos os membros da família ganharam uma cópia da foto que até hoje mostram com orgulho em suas casas, porém Stirm foi o único que não quis uma cópia afirmando que não conseguia olhar para a imagem.

Sobre a foto, Lorrie Stirm uma vez observou, “Nós temos uma grande beleza neste retrato, um momento muito feliz, mas toda vez que olho para ele, lembro-me das famílias que não estavam reunidas, e das que não estão reunidas hoje – muitas, muitas famílias – e penso, que sou uma das pessoas mais sortudos do mundo.”

Escrito por André Sugai

Publicitário, Photoshopista, criador do Tutoriais Photoshop, venceu o prêmio iBest na categoria tecnologia em 2008 e dois prêmios de criatividade da Adobe. Ex-colaborador do Tech Tudo (http://Globo.com), iMasters (UOL) e Revista Photoshop Creative.

Um comentário

Deixe uma resposta
  1. Uma foto poderosa.

    Não somente porque é uma beleza de enquadramento, de ação e tecnicamente muito boa.

    É porque significa tudo pelo qual se vale a pena lutar e ser prisioneiro de guerra. Defender a liberdade, mesmo colocando a própria vida em risco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + 6 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Show de sombras.

Coffee-Art em vídeo.