no , ,

História: Identidade Visual e Logo da MTV Brasil. (Guest post de Larize Villarroel)

[logo mtv: http://mundomtv.files.wordpress.com/2013/09/cats7.jpg]

Desde a notícia de que a MTV Brasil seria transmitida para a TV paga em outubro deste ano, muitos telespectadores começaram a se preencher com um sentimento de orfandade, onde um pedaço deles se esvai junto com a história do canal na TV aberta.

A MTV Brasil sempre foi um canal buscador e gerador de tendências, onde encontrava na juventudade brasileira, seu público principal. Ela foi a primeira rede de TV brasileira dedicada exclusivamente aos jovens do país, razão pela qual esta emissora procura sempre se manter atualizada, incorporando as principais tendências deste público.

De acordo com Raquel Ponte, autora do artigo “O insólito como identidade televisiva nas vinhetas da MTV”, o aspecto insólito do canal transmite seu posicionamento, que deseja ser vista como uma programadora contestadora com estética voltada para um público jovem.

Desde sua criação, construiu uma programação baseada em cima de uma proposta gráfica. Tem veiculado vinhetas experimentais com forte aspecto nonsense, que compõem sua identidade televisiva, comunicando o perfil do canal para seu público-alvo.

Suas vinhetas, que adotavam o mesmo conceito e linguagem da MTV americana mas obedecendo algumas adaptações a realidade nacional, se firmaram como uma revolução visual em comparação aos demais canais mais tradicionais e influenciaram toda uma geração.


[Institucional MTV Brasil – Vinhetas (2013): http://www.youtube.com/watch?v=lMShj3ntuH4]

A MTV sempre buscou incessantemente a exploração dos mais variados efeitos visuais e tendências estético-formais, possibilitados pelos recentes recursos técnicos e artísticos. Isso ficava ainda mais latente, já que em 1990, o canal surgia em um momento importante para as arte e o design, no qual se discutia os novos caminhos do modernismo.

Para alguns estudiosos, a linguagem gráfica da MTV se enquadra perfeitamente no conceito de pós-modernismo, caracterizado pela a liberdade de expressão, ruptura de cânones, culto ao movimento e o experimentalismo. Sem contar o uso de várias técnicas artísticas, estéticas e temáticas, com uma linguagem marcada por um certo non-sense e humor particular.

[cenas vinhetas: http://img.readitlater.com/i/televisual.files.wordpress.com/2008/11/cenas_vinhetas_mtv/RS/w640.jpg]

Por ser direcionada para um público jovem, a MTV se tornou um canal contestador dos valores tradicionais, propondo novas formas de pensar as questões que permeiam a sociedade. A instabilidade habita as dimensões da imagem e do som, fugindo dos padrões usados por outros canais. A inconstância é marca registrada das vinhetas pelos cortes bruscos, mudanças de estilos sem um motivo aparente e inserção de ruídos audiovisuais.


[MTV – Nova Vinheta: Homofobia é Burrice: https://www.youtube.com/watch?v=DKgQwkIDaao]


[Desliga a TV e vai Ler um Livro: http://www.youtube.com/watch?v=daX-DBo3pk8]

O logotipo da MTV garante a sensação de adaptabilidade e instabilidade visual, com o M maiúsculo tridimensional sem serifa, que pode ser inserido em qualquer situação e onde o TV foi grafitado. Essa novidade é chamada de design cambiante.

[logos mtv: http://g.virbcdn.com/_f/cdn_images/resize_1024x1365/a4/ContentImage-4732-64455-m01.JPG]

A sua identidade é facilmente reconhecível por sua estética convulsiva e indomesticável, sua ênfase na edição rápida e um certo surrealismo pop. A única que anuncia a si mesma como uma doida, como a mesma se auto refere.

A MTV foge da limpeza e do minimalismo, rompendo com pensamentos modernistas e das escolas tradicionais de design, chegando à uma proposital poluição visual através da disposição de elementos e cores em demasia, conferindo certo aspecto caótico e underground. Hoje há uma mistura de estilos visuais de diferentes épocas e contextos, o que aumenta a inconstância visual gerada por experimentações em animações e computação gráfica na busca do novo no audiovisual.

Os constantes rebrands da indentidade visual da marca MTV são voltados para uma ala mais jovem, um público crítico, com atitude, impulsionado pelas novidades musicais e comportamentais e não estagnada á conceitos tradicionais.

As considerações comerciais da realidade publicitária vigente também interfiriam na estruturação dos projetos gráficos.

O poder e sucesso da influência do design da MTV Brasil podem ser mensurados através da avaliação de trabalhos desenvolvidos por muitos designers e criativos que vem utilizando dessa linguagem diferenciada como referência estético-visual para um alcance maior ao público jovem.

Conheça algumas vinhetas e aberturas da MTV Brasil:


[MTV Prédio: http://www.youtube.com/watch?v=Sg_A4Di5iok]


[vinheta mtv “proconceito contra o quê?”: http://www.youtube.com/watch?v=1U4zdKF2w6w]


[Vinheta MTV – Vampira: http://www.youtube.com/watch?v=FDHIbtI6lcw]


[MTV O Grito Vinheta: http://www.youtube.com/watch?v=Cry5g2PXhAY]


[ID MTV Brasil: http://www.youtube.com/watch?v=ifZMpcTnGzY]


[id mtv maçã: http://www.youtube.com/watch?v=cH9LJLxeUmc]


[Chamadas mtv: http://www.youtube.com/watch?v=CQHy7CLqcuA]

Fontes: Prezi, Adnews, Blog Televisual, Academia.edu, Felipe Muanis, Blog Mundo MTV e Brainstorm 9.

Sobre a autora do post: Carioca de 25 anos. Ex designer e fotógrafa, futura publicitária, atual pesquisadora e, para sempre, bon vivant. Apreciadora da boa arte sonora e visual e amante da endorfina e dopamina. E digníssima do sr. @andre_sugai.

Gostou do texto? Então sigam-me os bons: @larizev

Escrito por André Sugai

Publicitário, Photoshopista, criador do Tutoriais Photoshop, venceu o prêmio iBest na categoria tecnologia em 2008 e dois prêmios de criatividade da Adobe. Ex-colaborador do Tech Tudo (http://Globo.com), iMasters (UOL) e Revista Photoshop Creative.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 + 15 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Inspiração – Artistas do Photoshop – Chris Ham.

Portifólio em vídeo da agência Fink.